VIII Festival das Faces da Deusa

PROGRAMAÇÃO

11/03/2017 – Sábado

  • Das 09h às 11h - Abertura do Festival seguida de Workshop  Com Edu Scarfon

    Edu Scarfon comenta a importância de conhecermos os deuses da nossa terra e ressalta a relação que existe entre um povo e o território em que ele reencarnou. Edu explica os benefícios de acessarmos a magia em torno dessas divindades e abre o evento com uma saudação a Nhanderuvuçú, Tupã, Jaci e Guaraci. Em seguida, ele conduz o workshop abaixo...

     Workshop “Panteão Brasileiro: Conhecendo os Deuses e                      Deusas Indígenas”

    Esta atividade visa propiciar maior entendimento aos participantes do festival acerca dos deuses do panteão. Quem é quem, quais são os seus domínios, mitologia, associações e símbolos principais. Edu comenta alguns rituais que os nativos realizavam para esses deuses, os costumes, as crenças e as práticas que podemos realizar para as divindades dentro da realidade wiccana.

  • Das 11h30 às 13H 

    Confeccionando e consagrando o colar de Zumé, com seus atributos de cura, organização, e transformação Com Dylion Orion Brahn

    Nesta oficina confeccionaremos um poderoso colar em honra ao deus Zumé, o deus branco como era chamado pelos indígenas. Faremos uma jornada em encontro ao deus. Consagraremos o colar com dança e cantos sagrados, como fazem os pajés, e vamos imbuir de poder com um dos atributos do deus: cura, organização ou transformação. Workshop conduzido por Dylion Orion Brahn.

       

  • Das 13h às 14h  - Pausa para o almoço

  • Das 14h às 15h30

    Workshop “Chandoré e Abaçaí – Acessando força e capacidade de conquista” Com Silvia Brianna

    Teremos um breve relato dos deuses guerreiros, assim como vivenciaremos uma conexão com eles. Abaçaí que trata da força externa, enfrentando resistências e ajudando-nos a partir para a luta. Já Chandoré trará à tona, o nosso poder espiritual, com expansão de consciência, motivação e garra. Juntos os Deuses guerreiros nos trarão alquimia para o nosso consciente e também, para o inconsciente, despertando poder pessoal espiritual e físico 

     

  •   Das 16h às 17h30 - Ritualistica com o deus Rudá  Com Thiago Paulice

    Nas tradições religiosas dos povos indígenas do Brasil, Rudá é o deus do amor e da fertilidade. Muito cultuado e até ganhando destaque em obras de arte (Macunaíma de Mário de Andrade e um Bailado sinfônico de Heitor Villa-Lobos são exemplos famosos), esse deus tem um enorme poder sobre os campos amorosos, já que o próprio era um “cupido” do Sol e da Lua.

    Esse ritual vai trabalhar o nosso poder pessoal com o objetivo de aumentar a nossa capacidade de sedução e ainda, resgatar a nossa essência. Isso através de práticas de conexão e feitiçaria. Deixamos de ser encantadores e persuasivos quando nos colocamos na condição de propriedade sentimental de alguém e limitamos nosso poder com base no que tal pessoa gosta ou pensa. Sendo mais objetivo, passamos a ser controlados pela vontade do outro ao invés de sermos os comandantes dos nossos próprios desejos. Venha despertar sua capacidade de exercer fascínio e sedução!

     

  • Das 18h ás 20h

    Esbá em honra a Cy Saille Apony Windy

    Tradicionalmente os esbás da Tradição Eleusiana celebram uma face grega da deusa e aos seus atributos. No mês de março, o esbá será celebrado no encerramento do “VIII Festival das Faces da Deusa” que terá como tema neste ano, as deusas e a mitologia brasileira. A face da Grande Mãe escolhida para ser homenageada foi Cy.

    Cy é a Mãe Suprema para os índios, ela é a doadora da vida, a criadora de todas as coisas. É através dela que tudo surgiu e para ela que tudo retorna. Ela é nossa própria terra, estando presente na fauna, na flora, em cada canto deste nosso imenso país. É a riqueza presente neste solo que nutre todas as formas de vida.  

    Honraremos nossas verdadeiras raízes, recebendo nutrição e força através de Cy. Vamos acessar a força ancestral de Terra Brasilis.

    Venha nutrir-se com a magia da sua terra, o poder do seu povo!

     

12/03/2017 – Domingo

  • Das 10h às 11h30

    Workshop “Tupã – Deus supremo da mitologia tupi-guarani” - Com Renata Murta

    Conhecido como o criador de todo o Universo, concedeu grandes ensinamentos à humanidade, entre eles a agricultura, os artesanatos, a caça, o conhecimentos das plantas medicinais e até dos rituais mágicos.

    Abordaremos a sua origem, mitologia tupi-guarani, analogia com os deuses de outros panteões, entre outras curiosidades. Por fim, faremos  uma atividade de conexão com o divino, onde através da oração e cântico, trabalharemos a cura de situações emergenciais (plano físico, emocional e espiritual).

     

  • Das 12h às 13h30

    Oficina “Mandala Solar de Guaraci” - Com Kelly Chen

    Em celebração aos deuses do panteão brasileiro, iremos confeccionar nessa oficina uma mandala solar em honra a Guaraci, o deus sol, para que ele conceda vitalidade em prol do sucesso de um projeto em especial que desejamos conquistar.  Utilizaremos produtos naturais, vindos da própria terra, como urucum, açafrão, beterraba, cenoura, etc.

     

  •  

    Das 13h30 às 14h30 – Pausa para o Almoço

  • Das 14h30 às 16h

    Workshop “Seduzindo a Iara” - Com Selene Pallas Alilat

    Iara, a Senhora das águas doces, é muito conhecida no Brasil por seduzir as pessoas com a sua beleza e o seu canto maravilhoso. Neste workshop, aprenderemos um pouco mais sobre essa fascinante Deusa: sua origem, como contatá-la e algumas formas de agradar e trazê-la para o nosso dia a dia, atraindo assim o poder de sedução e o equilíbrio das águas internas. Venha seduzir a Iara e trazer essa energia para a suavida.

  • Das 16h30 às 18h –

    Pocket Ritual com Angra, a Senhora do Fogo - Com Pandora de Lys

    Elemento da criação e também da destruição, o fogo é muito admirado e até mesmo temido por alguns... Dentre os diversos panteões que estudamos, nos deparamos com várias deidades do fogo, mas talvez nenhuma tão misteriosa quanto Angra, vinda das entranhas de nossa "Terra Brasilis".

    Com cerca de 1.89 bilhão de anos, o vulcão mais antigo já descoberto no mundo, repousa na selva amazônica. Ele faz parte de uma província de rochas vulcânicas nomeada “Uatumã”, que se espalhava pelo Mato Grosso, Pará, Roraima, Amazonas até a Venezuela e o Suriname. O vulcão não está em atividade há muitos anos. Sua altura original pode já ter chegado a 400 metros, próximo ao rio Tapajós e algumas lendas o colocam como morada de Angra, senhora do fogo.

    Neste pocket ritual, de forma muito dinâmica, evocaremos os poderes destrutivos de Angra para tornar cinzas tudo aquilo que nos impede de seguir, prosperar, amar, curar... E em seguida, iremos renascer das lavas vulcânicas, fortalecidos, estruturados e preparados para recomeçar. Ao som do tambor e das maracás, dançaremos o fogo em todo o seu esplendor!

     

  • Das 18h às 19h30 – Ritual indígena de proteção em honra a Jaci e Encerramento - Com Riona Romero

    Realizaremos nesta oportunidade um Ritual de Proteção em honra a Jaci, deidade brasileira do Panteão Tupi-Guarani. Embora a mitologia dos povos que viviam aqui antes da chegada dos europeus, não seja tão difundida, ela permanece viva até hoje. Conhecemos vários outros panteões, no entanto acaba-se por deixa a nossa própria cultura de lado. Jaci é a Lua, a rainha da noite, formosa. É aquela que traz encanto para a vida dos homens. Protetora das plantas, dos enamorados e da reprodução. Nesta ocasião teremos a oportunidade de fortalecer a nossa própria proteção e a proteção de nossos entes queridos através da força e poder de Jaci.

      


Energia do Dia

Dia 28/05 (domingo)

A Lua em Câncer faz com que as pessoas se voltem mais para o lar e família...

Veja a previsão completa

Agenda

Festivais, cursos, rituais...

Próximo evento

03Jun 2017

Lua Crescente: Aprimorando nossa comunicacao com os atributos do Golfinho


Artigos

Ver todas

Newsletter

Quer saber mais sobre o Faces da Lua? Preencha os campos abaixo e receba nossa newsletter com informações, novidades e eventos do nosso espaço.