Treinamento

Como você já deve ter visto, na wicca eleusiana cultuamos as faces gregas da deusa e do deus, estudamos suas respectivas mitologias e empregamos a energia das deidades com respeito e devoção em nossos feitiços, encantamentos e talismãs. Realizamos diversas práticas devocionais aos nossos deuses conscientes de que o caminho para a iniciação não é algo relativamente simples. Existem muitas pessoas que começam no caminho da bruxaria e rapidamente optam por uma autoiniciação ou por vivenciar processos iniciáticos conduzidos por gente que não tem a mínima ideia do que está fazendo. Esse tipo de atitude é algo que, no ponto de vista de muitos wiccanos (inclusive o nosso), acaba prejudicando a imagem de uma religião tão bonita e cheia de mistérios.

Em nossa tradição o caminho é galgado aos poucos, até porque acreditamos que Cronos (o senhor do tempo) é fundamental para todo processo de real amadurecimento. Assim, todo neófito deve conhecer primeiramente o que é a wicca e seus principais conceitos e crenças para, depois, permitir-se vivenciar um estudo dentro do caminho eleusiano. No treinamento oferecido por nossa tradição, cada pessoa deverá passar primeiramente pela fase de “dedicação”. Para que esse processo inicial aconteça, será necessário um aprendizado básico de cerca de um ano e um dia de duração. Após essa etapa, o neófito selará um compromisso com os deuses de se dedicar a essa sabedoria sagrada, para que após mais um período de um ano e um dia como “dedicado(a)” – podendo ser um pouco mais ou um pouco menos, que varia de acordo com o desenvolvimento de cada um –, conquistar o direito à sua “iniciação”.

Após a iniciação, o postulante já pode ser considerado membro efetivo da tradição eleusiana, podendo realizar a cada aniversário de iniciação (se for de sua vontade) um rito de “confirmação”, renovando seus votos com os deuses. Após o primeiro ritual de confirmação, o sacerdote confirmado poderá solicitar o aprendizado de mestrado ao seu iniciador que pode ser um alto sacerdote, uma alta sacerdotisa ou um élder – também chamado de hierofante.

O iniciador, então, consultará os deuses e a sua própria sabedoria, fazendo uma análise pessoal profunda para saber se o iniciado está pronto para tal treinamento. Caso positivo, conduzirá o futuro alto sacerdote aos novos estudos que o levarão ao seu “rito de sagração”, que o tornará um iniciador e condutor de ritos de passagem.

Nos estudos de vivência da elevação ao posto de alto sacerdote, o iniciado fará um grandioso trabalho de autoconhecimento, mergulhando em sua luz e sua sombra para descobrir seus deuses de regência. Acreditamos que da mesma maneira que temos pai e mãe no plano físico, temos pai e mãe no plano espiritual também, até porque honramos as duas polaridades. Uma dessas deidades falará mais alto do que a outra dentro de nós.

Pode ser que você não deseje atuar como inciador no futuro, pois isso implica em muita doação, amor pelo próximo e até predisposição para vivenciar decepções, já que lidará o tempo todo com a luz e a sombra das pessoas, e esse caminho não é ideal para todos. Por outro lado, você pode ter o desejo de continuar seu processo de autoconhecimento e de descobrimento de suas deidades regentes e dos modos de cultuá-las, além de querer saber mais sobre os demais deuses do panteão. Nesse caso, o treinamento para tornar-se alto sacerdote é fortemente recomendado.

Entenda como funciona o nosso sistema de graus:
 

1º Grau – Iniciados na arte
O primeiro grau é o dos iniciados que, como sacerdotes, já portam o símbolo sagrado de nossa tradição e podem conduzir sabbats, esbats, demais ritos de lua e práticas devocionais. Ao vivenciar essa primeira iniciação, o iniciado é recebido na irmandade de Deméter e pode vivenciar, inclusive, os ritos de mistérios de Elêusis.

2º Grau Iniciadores
O segundo grau é o dos iniciadores. Esse é o grau das altas sacerdotisas e dos altos sacerdotes, que além de serem iniciados nos mistérios de Elêusis, fazem parte do trabalho sagrado da deusa Deméter, representando sua deidade pessoal (deus pai ou deusa mãe). E assim, o iniciado no 2º grau eleusiano direciona todo o seu sacerdócio à deidade dominante em sua personalidade, buscando conhecer a fundo seus mistérios sagrados. Sacerdotes de segundo grau também conduzem ritos de passagem diversos, como wiccaning, handfasting, réquiem etc.

3º Grau – Élderes
Por fim, o terceiro grau é o do hierofante, que representa a sabedoria e dá o título de élder. É o grau daqueles que possuem vasta experiência dentro da wicca e são os conselheiros de nossa tradição. Esse grau é alcançado automaticamente a partir do momento em que uma alta sacerdotisa ou um alto sacerdote de nossa tradição eleva um de seus iniciados do primeiro ao segundo eleusiano. Assim, este é o único grau em que não é necessário um treinamento específico para que seja atingido, uma vez que isso acaba acontecendo de forma natural. No entanto, se o alto sacerdote em questão optar por não desenvolver um trabalho enquanto iniciador, ainda assim poderá ser elevado ao 3º grau, desde que ele e seu iniciador entrem em um consenso a respeito do momento que consideram adequado para tal.

O treinamento para que o neófito torne-se um dedicante e, consequentemente, um iniciado que disponibilizamos é o Círculo Alquímico, cujo programa apresentaremos parcialmente abaixo. Já o treinamento para que o iniciado torne-se iniciador e entenda com profundidade nossa tradição é o Templo Helênico, cujo programa também apresentaremos parcialmente abaixo. Cada um dos estudos é composto de teoria e de prática (rituais, vivências, jornadas, meditações específicas, exercícios etc).

 

Programa dos temas abordados no Círculo Alquímico
Um estudo que totaliza 2 anos de percurso e conduz o postulante às passagens da “Dedicação” e “Iniciação” na Tradição Eleusiana

 

Círculo básico:

- O que é Wicca e sua origem;

- Sagrados feminino e masculino: o grande equilíbrio;

- Instrumentos de poder;

- Criação e sacralização de altares;

- Elementos e elementais;

- Círculo de poder;

- Invocações e evocações;

- Processo de consagração;

- Prática da magia e como viabilizá-la;

- Influência das fases lunares nas práticas cotidianas;

- Passo a passo para o lançamento de feitiços;

- Cone de poder;

- Lei tríplice e dogma da arte;

- Xamanismo e ancestralidade;

- Encontro com os animais de poder (totem, auxiliar, sombra e guardião);

- Ervas de poder e canções sagradas;

- Processos de cura;

- Preparo de banhos e pós mágicos;

- Garrafadas mágicas;

- Sabbats e esbats;

-Panteões sagrados: conhecendo deidades celtas, gregas, egípcias, indianas e africanas;

- Os 7 principais chakras;

- Covens, groves e bruxos solitários;

- Tradições mais conhecidas de Wicca e bruxos que foram fundamentais para a história da bruxaria;

- Rituais de autodedicação / autoiniciação;

- E muito mais.

Duração: 8 meses – Encontros quinzenais.

 

Círculo Alquímico intermediário:

- A arte de visualizar/ lançamento do feitiço “A Corda de Circe” (prática atrelada ao tema);

- Metafísica da saúde;

- Runas: simbolismo, preparo, consagração e uso enquanto oráculo;

- Panteão nórdico e sua mitologia;

- Magia com runas;

- Talismãs rúnicos;

- Aura;

- Radiestesia;

- Projeção astral;

- Processos com o espelho mágico;

- Glamour Magick;

- Cristais e seu uso para magia e cura;

- Talismãs e amuletos;

- Arádia: a rainha das bruxas;

- Entre outros temas.

Duração: 8 meses – Encontros quinzenais.

 

Círculo Alquímico avançado:

- Sonhos e interpretação (a cada aula, um tema onírico é abordado no 1º período do encontro);

- Metafísica (a 2ª disciplina a ser estudada no 1º período de cada encontro; somente damos início a este longo estudo após a conclusão da parte de sonhos);

- Templo astral e sua respectiva criação;

- Conexão com a sombra: teorias, estudo e análise;

- Loas: o panteão vodu;

- Processos magísticos com dagydes;

- Elementais artificiais / criação de egrégoras;

- Ritos de passagem wiccanos;

- Acompanhamento do processo de criação da “Tese de Bruxaria”, desenvolvida por cada um dos participantes;

- Mistérios de Elêusis;

- Entre outros temas.

 

Programa dos temas abordados no Templo Helênico

Um estudo pelo universo dos deuses gregos e sua magia que guia o iniciado ao alto sacerdócio e ao culto de sua deidade pessoal

Por razões óbvias, não compartilharemos aqui todos os temas que são abordados neste estudo, afinal, fazem parte dos mistérios da Tradição Eleusiana. Mas podemos listar alguns tópicos gerais:

- Mitologia grega e sua cosmogonia;

- Deuses titãs;

- Deuses olímpicos;

- Ofertas e práticas devocionais às deidades;

- Estrutura dos antigos ritos helênicos;

- Crenças sobre os diversos reinos;

- A vida após a morte e a crença grega na reencarnação;

- A relação das deidades com a natureza;

- Arquétipos das divindades;

- Mistérios básicos do culto às principais deidades;

- Processo de descoberta das divindades regentes;

- Mistérios aprofundados da deidade a qual o sacerdócio será direcionado;

- Condução dos diversos ritos de passsagem;

- Treinamento didático para o iniciador;

- Entre outros temas.

Duração aproximada: 1 ano (embora o tempo seja determinado pelas necessidades de cada um dos participantes).


Para mais informações sobre o treinamento, entre em contato conosco: (11) 2306-1751

 

 

 

 

 

 

 

                     

 

 

 

 

        


Canções Eleusianas

Ver todas

Vídeos

Ver todos